sexta-feira, 24 de abril de 2009

Amor? Vai pra lá!


Devo admitir que desde quando eu tenho alguns poucos anos de idade (não que eu tenha muitos hoje), que eu percebo que o amor está fora de “moda”.


Quantos de vocês aqui, lendo esse post, nunca foram “zoados” por estarem apaixonados, afim de alguém ou algo parecido? É uma pergunta retórica, o mais triste fato sobre o qual eu venho discordar, é de que amar é para os bobos, hoje em dia.


Ótimo, a primeira etapa foi ultrapassada – todos já foram zoados por causa do amor. Segunda etapa: o que é bacaninha, se afinal amar é para bobos?


Cá estou eu para responder.


O legal hoje em dia é: ser adúltero, que não dá o menor valor para sentimentos, “pegando” todas (os) as possíveis com o intuito de ser o maior “pegador” da turma.


E agora, por que isso me irrita tanto? Simples: qual é a moral das pessoas que se submetem a isso? O que elas podem dizer, sendo que se formos pensar de verdade, só estão usando o outro da mesma forma que o mesmo está usando o primeiro. Qual é o valor que as meninas tanto dizem ter, se elas beijam (quando a coisa não avança e elas não acabam num quarto, chupando o menino) qualquer um que tenha a cara-de-pau de chegar perto delas e agarrá-las?


O amor não deveria ser tão desprezado assim. Há séculos que o Homem discute sobre esse sentimento, sendo várias vezes chamado de “o mais nobre sentimento que um Homem pode ter”.


De fato, o amor é o mais nobre sentimento. Por quê? Todos amam, ricos ou pobres, brancos ou negros, homens ou mulheres – absolutamente todos os seres racionais, até o mais notório criminoso, tem o poder de amar alguém, um dia.


Pode parecer papo de vovó, mas não é. Só quero que as pessoas de cabeça pequena saibam de uma única coisa: quando vocês “zoam” uma outra, por ela estar apaixonada, devo dizer que a únicas que podem ser “zoadas” são vocês. Cresçam, virem gente: faça proveito daquilo que o Homem tem de melhor, o AMOR.

Um comentário:

  1. "O amor é um barco que a muito tempo vem afundando" ou algo assim!

    M.A. C.

    ResponderExcluir